/* */

Alergia a Minoxidil: o que fazer?

O Minoxidil é considerado o melhor tratamento contra a calvície.

Isso se dá graças a sua poderosa fórmula que estimula o crescimento e fortalecimento dos fios desde a raiz.

No entanto, assim como qualquer outro medicamento, seu uso pode contar com alguns efeitos colaterais indesejados.

Um deles é a tal alergia a Minoxidil.

Se você quer saber mais sobre o assunto e aprender a lidar com esse problema, clicou no post certo.

Continue a leitura para conferir tudo que precisa saber sobre alergia a Minoxidil!

Causas e sintomas da alergia a Minoxidil

Se você já fez uso do Minoxidil, certamente já sentiu um certo grau de desconforto em algum momento.

Seja porque sua pele está passando por um momento de adaptação à fórmula ou porque ela é mais sensível, fato é que não é raro experienciar alguns dos efeitos colaterais do Minoxidil.

Afinal, se trata de um medicamento de uso tópico cuja fórmula conta com propilenoglicol.

Esse composto à base de álcool é o causador de quase todos os problemas que muitos homens enfrentam ao fazer uso do Minoxidil.

Algumas peles, por serem mais sensíveis, não respondem bem ao propilenoglicol.

O resultado pode ser alguns efeitos colaterais bastante desagradáveis, como:

  • Irritação
  • Descamação
  • Coceira
  • Vermelhidão
  • Oleosidade

Mas é importante deixar uma coisa clara: essas reações não são necessariamente frutos de uma reação alérgica ao Minoxidil.

Na grande maioria dos casos, o que ocorre é apenas uma irritação por conta do propilenoglicol presente na fórmula.

Reações alérgicas costumam ser bem mais graves.

Os homens e mulheres realmente alérgicos ao Minoxidil devem evitar o produto e consultar um dermatologista para falar sobre o quadro.

Como saber se tenho alergia a Minoxidil?

Como já explicamos acima, existe uma diferença entre alergia a Minoxidil e sensibilidade ao propilenoglicol presente em sua fórmula.

Agora você certamente está se perguntando “como vou saber qual é o meu caso?”.

Bom, a resposta é bem simples: basta fazer o teste com um Minoxidil que não conta com propilenoglicol na fórmula.

Se sua pele não ficar irritada então quer dizer que o uso do Minoxidil está liberado.

Lembrando que uma pequena coceira natural pode ocorrer, o que é normal, esperado e sinal de que o Minoxidil está agindo nos folículos capilares.

Agora, se os sintomas que citamos na lista acima persistirem, então esse pode ser um sinal de que sua pele não está pronta para receber o Minoxidil (seja porque ela está muito sensível, ou porque você de fato possui uma alergia ao produto).

Soluções para alergia a Minoxidil

O Minoxidil livre de propilenoglicol pode ser encontrado apenas na versão em espuma.

A versão em espuma, embora não tão conhecida quanto a loção, é igualmente eficaz (pois também possui concentração de 5%) e com a vantagem de oferecer menos efeitos colaterais para a pele.

Existem diversas marcas que oferecem o Minoxidil em espuma.

As três mais recomendadas pelos especialistas são Rogaine, Kirkland e Foligain – e é sobre elas que vamos falar agora.

Rogaine espuma

O Rogaine espuma é sem dúvidas o mais conhecido e indicado de todos.

Sua única desvantagem é o valor elevado, nem sempre acessível.

O tratamento para um mês com Rogaine espuma custa em torno de R$200.

A boa notícia é que o produto vale a pena cada centavo, pois conta com uma fórmula potente.

Kirkland espuma

Agora, se o dinheiro não está sobrando, o Kirkland espuma pode ser a solução para os seus problemas.

Além da fórmula livre de propilenoglicol e poderosa contra a calvície, o Kirkland espuma ainda conta com um preço bem mais acessível.

O tratamento para um mês com Kirkland espuma custa em torno de R$100.

Foligain baixo teor de álcool

Antes que você diga que não se trata de um Minoxidil espuma, calma!

A razão para adicionarmos o Foligain baixo teor de álcool nessa lista de alternativas para alergia a Minoxidil está no próprio nome.

O Foligain baixo teor de álcool surgiu como uma opção de Minoxidil com uma baixa concentração de álcool para aqueles que possuem uma pele mais sensível.

Sendo assim, ele entra como uma excelente alternativa de tratamento ao lado do Minoxidil espuma da Kirkland e da Rogaine.

Ah, e quanto ao valor, o Foligain baixo teor de álcool é o Minoxidil com o melhor custo-benefício dos três.

O tratamento para um mês com Foligain baixo teor de álcool custa em torno de R$50!

E aí, já decidiu qual vai experimentar?

Você já teve alguma reação ao Minoxidil?

Conta pra gente aqui embaixo!

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *