Minoxidil causa câncer de pele?

Lidar com a alopecia androgenética, mais conhecida como calvície, pode ser bem complicado.

Isso porque a queda de cabelo proveniente de questões hormonais interfere na autoestima.

A fim de evitar maiores problemas e melhorar a qualidade de vida, é possível buscar tratamento.

Uma das principais formas de tratamento para calvície é o uso do Minoxidil no couro cabeludo.

Essa substância também é uma opção para quem deseja reparar e preencher falhas da barba.

No entanto, é imprescindível ter cuidado com os efeitos colaterais e saber quais são eles.

A falta de informação faz com que muitos acreditem que Minoxidil causa câncer de pele.

Mas será que isso é uma verdade ou não? O Minoxidil é capaz de matar ou é exagero?

Essas são algumas das perguntas que explicaremos por aqui neste artigo.

Ficou interessado em saber mais?

Acompanha a leitura!

O que é Minoxidil?

Se você é um leitor assíduo do MinoxidilBR, então, você sabe o que é Minoxidil. Caso não seja, seja bem-vindo e não se preocupe, pois explicaremos tudo que você precisa sobre ele.

A primeira questão que você precisa saber é a classificação do Minoxidil: ele é um vasodilatador. Isso porque atua na estimulação da circulação sanguínea e, com isso, aumenta o fluxo de sangue.

O aumento do fluxo de sangue traz bons frutos: aumenta a capacidade do transporte de nutrientes e oxigênio. Assim, os fios de cabelo e os pelos crescem melhor e de forma saudável.

Benefícios do Minoxidil

Agora você já sabe o que é Minoxidil e para que ele serve. Com isso, podemos – e devemos! – citar sobre os benefícios que ele proporciona. O principal é o prolongamento da fase anágena.

A fase anágena do cabelo resume-se a fase da produção do fio de cabelo. Quando prolongada, ela é responsável pelo crescimento ativo e normal bem como na diminuição da queda de cabelo.

A ação de vasodilatação e os efeitos positivos do Minoxidil masculino fazem com que ele seja seguro para tratar a calvície. Além disso, serve para melhorar e reparar o aspecto da barba.

Sendo assim, então, é eficiente usar Minoxidil para barba quanto Minoxidil para cabelo. No entanto, apesar dos inúmeros benefícios e da melhora da autoestima, é preciso ter cuidado.

Isso porque, assim como qualquer medicamento, o Minoxidil também pode causar efeitos colaterais. É bem importante saber quais são e ficar de olho nos principais sinais durante o uso.

Onde comprar Minoxidil?

Agora que você já sabe que o Minoxidil tem seus riscos, mas, apesar deles, é seguro, pode adquirir o seu. Nesse caso, então, indicamos que você compre – sempre! – em lojas de confiança.

Adquirir em um estabelecimento de qualidade, sendo ele virtual ou não, te deixa mais seguro quanto à procedência do Minoxidil. Por isso, indicamos, como sempre, a loja virtual Biolena.

Isso porque, além dos produtos serem originais, a loja também te oferece muitos outros benefícios: kits de Minoxidil para diversos meses, frete grátis, descontos, garantia e suporte.

Minoxidil causa câncer de pele?

O câncer de pele é o mais frequente no Brasil e a causa resume-se, principalmente, à exposição frequente e inadequada ao sol.

Com receio dos efeitos, muitas pessoas acreditam que o Minoxidil causa câncer de pele. Tal dúvida, no entanto, não se comprova já que a substância não é absorvida totalmente pelo corpo.

A quantidade da substância absorvida pelo organismo é pouca e, por isso, não consegue causar problemas tão graves ao corpo. Assim, não é possível dizer que Minoxidil causa câncer de pele.

Isso, obviamente, não anula o fato de que, antes de usar tal medicação, o paciente deve-se consultar com um médico. Até porque esse artigo não substitui uma orientação profissional.

Efeitos colaterais do Minoxidil

O Minoxidil para homens é a substância que tem concentração de 5% e costuma ser seguro e tolerado pelos pacientes. Isso, claro, não anula o fato de que a substância pode causar reações.

Diante disso, os principais efeitos colaterais do Minoxidil, de acordo com a bula da substância, são:

  • Irritação
  • Coceira
  • Dermatite leve do couro cabeludo

 

Esses sintomas são comuns em pessoas que apresentam intolerância cutânea à formulação tópica. Isso acontece provavelmente devido à presença de uma base alcoólica na composição.

Há ainda a possibilidade comum do paciente reparar outros efeitos colaterais, tais quais:

  • Eritema local
  • Coceira
  • Pele seca
  • Descamação do couro cabeludo
  • Exacerbação da perda de cabelos

 

Devemos ressaltar que, durante o tratamento, o paciente passa por um período de shedding hair. Essa queda de cabelo é necessária para que novos fios possam crescer de forma saudável.

Todos esses efeitos colaterais do Minoxidil costuma ser passageiros e não tão graves. Dessa maneira, nem sempre é preciso interromper o tratamento já que somem espontaneamente.

Minoxidil pode matar?

Os efeitos colaterais do Minoxidil são temidos e, por isso, vira e mexe, fazemos um artigo sobre eles. A dúvida sobre uma possibilidade de “Minoxidil pode matar” é, por exemplo, bem comum.

Mas, como já explicamos, apesar da substância ser absorvida pelo organismo, a quantidade não é suficiente para causar danos graves. Sendo assim, então, não possível levar o paciente a óbito.

 

E aí, curtiu o nosso artigo?

Você já usou ou usa Minoxidil para homens?

Se sim, sentiu algum efeito colateral durante o uso?

Como foi a experiência?

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Uma resposta

  1. Tomei minoxidil por 8 meses, 1,5 , foi uma maravilha, meus cabelos pararam de cair, aumentaram, não caia um cabelo no chão do banheiro, impressionante como melhorou! Parei de tomar por medo, pois fui ler a respeito e vi tanta informação negativa. Hoje meu cabelo está um horror, caindo absurdamente! Uma pena não ter coragem de continuar tomando!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *