/* */

Minoxidil: quais são os riscos?

Não é nenhuma novidade que o Minoxidil pode ser um aliado da beleza de homens e mulheres.

Isso porque, como é uma substância estimulante, ele contribui para o crescimento capilar.

O Minoxidil, mais que a função citada, também interrompe o ciclo de queda dos fios de cabelo.

No entanto, nem tudo são flores já que o estimulante pode causar efeitos colaterais.

Como esse assunto não costuma ser abordado, hoje, falaremos sobre os riscos de usar Minoxidil.

Ficou interessado e quer saber se Minoxidil causa impotência ou se faz mal ao coração?

É fácil, acompanha a leitura deste artigo até o fim e siga a prescrição médica de forma adequada!

Minoxidil pode matar?

O principal uso do Minoxidil é o tópico. Dessa maneira, então, a substância estimulante é, de alguma forma, absorvida pelo organismo por meio da pele. No entanto, apesar disso, a quantidade absorvida não é capaz de provocar efeitos sistêmicos graves e danosos ao corpo.

Sabendo disso, não podemos dizer que o Minoxidil pode matar já que, embora provoque efeitos colaterais significativos, estes costumam ser temporários. Assim, não há riscos de vida ou morte.

Minoxidil faz mal ao coração?

Costumamos dizer que não precisamos de prescrição e/ou receita médica para adquirir o Minoxidil.

No entanto, apesar disso, é importante termos bastante cuidados ao aplicar de forma independente. Nesse caso, uma ótima opção é seguir as instruções dos fabricantes.

Isso porque, de acordo com a bula do Minoxidil 5%, essa substância não costuma ser absorvida em grande quantidade pelo organismo, como já explicamos.

Assim, então, não há probabilidade de problemas graves e sistêmicos desde que a utilização tópica do Minoxidil seja adequada.

No entanto, ainda segundo a bula do estimulante, quando há uso abusivo e excessivo do estimulante ou variação individual à sensibilidade, o Minoxidil pode causar determinados efeitos.

Alguns deles são: suor nos pés e mãos, ganho de peso repentino, edema e vertigem.

Mas, para além dessas reações adversas, a bula também afirma que existe a possibilidade da ocorrência de taquicardia e angina.

Tais problemas constituem-se de, respectivamente, aumento da frequência cardíaca e dor torácica devido à falta de sangue no músculo cardíaco.

Sendo assim, podemos dizer que o Minoxidil faz mal ao coração desde que a aplicação seja de maneira excessiva e incorreta.

Para evitar esses problemas, atente-se as instruções dos fabricantes para o modo de uso:

  • Aplique uma dose total de 1 mL de Minoxidil 5% na área do qual deseja estimular o cresicmento capilar, duas vezes ao dia.
  • Após a aplicação de Minoxidil 5%, lave bem as mãos.
  • A dose total diária não deve exceder 2 mL ou duas aplicações diárias (1 mL pela manhã e 1 mL à noite).

 

 

Minoxidil causa impotência?

O Minoxidil é um dos tratamentos para calvície mais tradicionais no ramo e, sem muitas delongas, ele não causa impotência já que a quantidade absorvida não é suficiente para alterar os níveis de hormônios do organismo.

Dessa maneira, então, o Minoxidil não causa impotência.

Efeitos colaterais do Minoxidil

Se não podemos dizer que o Minoxidil causa impotência, então, quais são as principais reações adversas que a substância pode causar?

Essa é uma pergunta bem comum entre as pessoas que querem começar a utilizar Minoxidil para acelerar crescimento dos fios de cabelo e/ou da barba.

Sabemos que cada organismo age de uma forma diferente mesmo utilizando medicamentos iguais. Por isso, o que sabemos é que, de forma geral, os efeitos colaterais do Minoxidil são:

  • Irritação
  • Coceira
  • Dermatite leve do couro cabeludo

 

Tais reações adversas estão disponíveis na bula do Minoxidil e costumam ser passageiras. Caso os sintomas persistem, a indicação principal é a suspensão do tratamento.

Efeitos colaterais do Minoxidil a longo prazo

As reações adversas sob uso do Minoxidil costumam ser temporárias e não tão graves, como explicamos anteriormente neste mesmo artigo. No entanto, apesar de não ser tão recorrente, o uso excessivo de Minoxidil pode causar problemas mais danosos, como também já citamos.

Tais problemas mais graves, como taquicardia, angina bem como suor nas mãos e nos pés, podem ser taxados como efeitos colaterais do Minoxidil a longo prazo.

Quando em grande quantidade, o uso do Minoxidil não é benéfico e, assim, não indicamos o excesso da substância.

 

Se parar de usar Minoxidil, o cabelo volta a cair?

Cada substância age de uma forma diferente em uma pessoa. O Minoxidil, de forma geral, costuma apresentar resultados positivos em, um tempo mínimo, 90 dias.

Não é à toa que, atualmente, diversas marcas comercializam o kit de 3 meses para o paciente notar os benefícios.

Nesse percurso, o paciente passa, no início, pelo efeito sheeding hair. Este, por sua vez, consiste em uma queda de cabelo necessária para que novos fios possam nascer de maneira saudável.

Embora assuste um pouco os pacientes, esse processo é temporário. Então, não se preocupe!

O que você – ou outra pessoa – precisa fazer é continuar o tratamento de forma adequada já que, só assim, você poderá aproveitar os benefícios do Minoxidil.

Como o vasodilatador atua na fase anágena do cabelo e no crescimento dos fios, tal tratamento não tem tempo definido.

Isso, então, significa que o paciente precisa continuar aplicando o Minoxidil até o momento em que ele desejar manter o volume do cabelo e o crescimento dos fios.

 

E aí, curtiu o nosso artigo?

Já sabia os riscos de usar Minoxidil?

Se sim, você ainda o uso corretamente?

Sente muitos benefícios nos fios?

 

Fonte: https://consultaremedios.com.br/minoxidil-5/bula/reacoes-adversas

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.