/* */

Posso trocar de marca durante o tratamento com o Minoxidil?

Você já ouviu falar na alopecia androgenética?

A alopecia androgenética é uma doença que não tem cura, mas possui controle, então é sim possível de estabilizar o quadro do afetado.

Se trata de uma doença hereditária que causa a perda permanente de cabelo do couro cabeludo, causando a calvície.

Esse problema afeta a autoestima de muitos homens por todo o mundo, mas sem excluir as mulheres, que também podem vir a ter problemas com quedas de cabelo e falhas no couro cabeludo.

O que é o Minoxidil?

O Minoxidil é um tratamento tópico para a alopecia, ou seja, ele é um tratamento complementar.

Por isso, é importante um diagnóstico correto para saber quais medicamentos além vão ser necessários na terapêutica, de parte oral ou outros.

Com uma ação vasodilatadora, esse produto vai auxiliar no processo, estimulando a produção de novos fios.

Assim como todo medicamento, esse também possui efeitos colateiras e um desses efeitos pode ser o “shedding hair”, que é quando acontece um excesso de queda dos fios mais fracos e falha nos primeiros momentos de uso, mas não se preocupe, isso passa!

Não existe uma só marca de Minoxidil, por isso é comum que ocorra a troca durante o seu processo. Você pode escolher usar só uma marca ou não.

Nesse contexto, algumas dúvidas em relação a troca do produto durante o tratamento podem acabar surgindo.

Se você está curioso para desvendar o mistério da troca de marcas de Minoxidil, basta continuar a leitura.

Nesse artigo vamos te explicar tudo direitinho!

Quero trocar de marca de Minoxidil, e agora?

Bom, é sempre recomendado que se procure um médico especializado para a melhor avaliação.

São vários os motivos que fazem alguém querer trocar de marca, pode ser pela falta de resultado, pausa na evolução, efeitos colaterais, curiosidade ou até mesmo pela falta da já usada no mercado.

Entretanto, a mudança de marca durante o tratamento traz alguns riscos.

No primeiro período, quando você começa a usar e a ver os resultados, não é indicado que você faça a alteração.

Os primeiros meses são os mais críticos, e se você trocar de marca nesse intervalo, podem acontecer três coisas: você pode ter resultados mais positivos, manter o nível de resultados ou ter queda de fios.

Mas não existe uma resposta exata.

No segundo período, mais ou menos do 9º ao 12º mês, a troca de marca é bem menos arriscada, e a chance de o cabelo cair inicialmente é bem menor do que na anterior.

Os consumidores costumam relatar esses efeitos colaterais.

A troca de Minoxidil durante o tratamento pode causar problemas?

Sim e não. Tudo vai depender de como o seu corpo vai reagir.

Veja também: Efeitos colaterais do Minoxidil

Cada caso é único, mas os riscos existem e devem ser levados em conta.

Se possível, não troque. Não arrisque por curiosidade.

Análise e questione sobre diversos aspectos relacionados ao seu tratamento.

Pense, inclusive, sobre a sua alimentação, pois ela tem bastante influência também na saúde das madeixas.

Será que você dorme bem? Se estressa muito? Você cuida bem da sua pele?

Veja também: Minoxidil causa caspas? Como evitar?

Às vezes é mais interessante suspender o uso por um tempo para que seu corpo se desacostume com a substância ao em vez de trocar de marca.

Se você está ainda no início e não percebeu nenhuma eficácia, não se desespere! O processo é lento e os efeitos só surgem com muitos meses de uso.

Para qual Minoxidil mudar?

Foligain, Rogaine, Kirkland, Pant e o Minoxidil manipulado (contanto que esteja com os componentes e quantidades corretas em sua fórmula).

Todos os citados são muito bons e têm resultados comprovados. Não há um melhor que o outro, o que muda é apenas a indicação.

Veja também: Qual melhor marca de Minoxidil? Top 5

Veja também: Minoxidil Kirkland ou Manipulado? Qual Melhor?

Portanto, se você acha que seu couro cabeludo já se acostumou com a marca que você está usando, e, por isso, deseja trocar, use por pelo menos dois meses a mais antes de realizar a troca, e assim vai garantir que continue obtendo resultados.

Se chegar a essa conclusão, saiba que são muitas as pessoas que fazem essa mudança e continuam vendo resultados positivos durante o desenvolvimento.

Confie no processo do Minoxidil!

Veja também: Comprar Minoxidil online e nas farmácias

E aí, o que achou das nossas dicas?

Quais marcas de Minoxidil você já usou?

Fez alguma troca de produto durante o tratamento? Notou alguma diferença?

Comenta aqui para a gente nos comentários!

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *